Como calcular o IMC

Utilize nossa ferramenta e descubra em qual índice se encaixa o seu IMC. Com estes dados você já poderá saber se você está acima do peso.

O índice de Massa Corporal (IMC), aceito e adotado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), é um dos principais métodos de avaliação do grau de obesidade de um indivíduo, mas não pode ser decisivo para a indicação de um procedimento cirúrgico.


O cálculo do IMC mede o grau de obesidade, mas não mensura a gravidade da doença. Esta avaliação também pode sofrer alterações quando calculado em crianças, idosos e pessoas muito musculosas.

Para calcular seu IMC, você tem de saber seu peso e sua altura.

Agora se você estiver grávida, você precisará conversar com o Obstetra para ajudar no cálculo..

Veja como é simples calcular seu IMC (índice de massa corporal) usando nossa ferramenta.



1) Coloque o ponteiro da sua altura na posição

2) Agora posicione o ponteiro no seu peso atual.

O resultado da ferramenta é o seu peso (em quilogramas) dividido por sua altura (em metros)ao quadrado. O ponteiro irá mostrar seu cálculo do IMC, e qual o grau de obesidade ou se você está com um peso saudável.

Calculadora de IMC

CALCULE AGORA SEU IMC = 00,00


Arraste os ponteiros da ferramenta e descubra seu IMC.
25.56 Aguardando valores...
Saiba mais


Leia nos quadros as considerações de cada tipo de IMC e os riscos de saúde de cada grau de Obesidade.

Desnutrido

A desnutrição é um estado que acomete a população que ingere uma quantidade de alimentos menor do que o ideal recomendado, obrigando o organismo a gastar suas reservas de gordura para manter o metabolismo funcionando, levando à subnutrição.

Pessoas que se encontram nessa situação devem procurar ajuda nutricional para dar início a uma dieta rica em vitaminas, nutrientes e sais minerais, evitando o desenvolvimento de doenças como osteoporose, raquitismo, entre outras.

Peso saudável

Os indivíduos inseridos nessa categoria podem comemorar e manter a alimentação equilibrada e nutritiva.

O peso saudável, diferente do que muitas pessoas pensam, não está relacionado apenas à satisfação em frente ao espelho, mas sim, aos benefícios que a vida saudável proporciona ao organismo.

Para manter-se nesse estado, é importante investir em atividades físicas regulares e no consumo de todos os nutrientes necessários para o corpo manter-se em equilíbrio.

Sobrepeso

A categoria de sobrepeso simboliza o excesso de tecido adiposo (em maior quantidade que o tecido saudável).

Essa condição acomete grande parte da população que se alimenta em abundância e leva uma vida sedentária.

Hoje, estima-se que cerca de 1 bilhão de adultos precisem, com urgência, adotar novos hábitos de vida para deixar a categoria que é considerada a porta de entrada para a obesidade.

Obesidade Grau I

Os pacientes que se encontram em Obesidade grau I ou Leve, convivem diariamente com as dificuldades do excesso de peso, tais como problemas respiratórios, cardíacos e metabólicos que levam gradativamente à dificuldades para praticar simples atividades no dia a dia.

Isso se deve ao excesso de gordura que leva à falta de preparo físico e que acaba otimizando os fatores sedentários e aumentando a obesidade.

É preciso procurar ajuda médica com urgência para que o quadro não se agrave.

Obesidade Mórbida
(Grau II e III)

Tanto a obesidade severa, quanto a mórbida, são classificações para quando o excesso de gordura coloca em alto risco o bem-estar e a vida do paciente, podendo levar ao desenvolvimento de diversas doenças, dentre elas o diabetes, a hipertensão, ataques do coração, infarto, derrames cerebrais, artrite, má circulação e muitas outras.

É necessário o tratamento médico com urgência.

Grau IV super obesidade

O mais alto grau de obesidade, podendo tirar do paciente a capacidade de se locomover e de realizar as mais simples atividades corriqueiras.

Pacientes nesse estado devem procurar ajuda médica o mais rápido possível, pois seu risco de diminuição na quantidade e na qualidade de vida são extremamente elevados.