Cirurgia Metabólica

As cirurgias para o tratamento da obesidade são conhecidas e realizadas há muitos anos no Brasil e no mundo. No inicio, por ser o excesso de peso a preocupação principal, deu-se a este conceito o nome de cirurgia bariátrica, do grego baros que significa peso, e assim difundiu-se entre médicos e pacientes.

Com o passar dos anos e milhares de pacientes operados, novos dados científicos foram sendo descobertos.


Estudos cientificamente conduzidos (como exemplo o SOS na Suécia, entre outros) bem como a convivência diária com os pacientes, mostravam claramente que esta cirurgia não englobava somente o tratamento da obesidade mas toda uma gama de doenças ligadas ao metabolismo humano,tendo como principais exemplos a diabetes tipo II, pressão alta , gordura no fígado, acido úrico elevado e as alterações do colesterol e dos triglicerídeos.

Hormônios gastrointestinais foram sendo descobertos e suas relações com estas doenças comprovadas. Controles adequados e permanentes da glicemia, do colesterol e dos triglicerídeos, com a utilização decrescente e em até muitos casos a suspensão total dos remédios, passaram a ser rotina nos consultórios médicos, proporcionando mais saúde e qualidade de vida aos pacientes.

Com o conceito firmado de que as cirurgias não só tratavam a obesidade, mas principalmente as doenças metabólicas, incorporou-se ao nome cirurgia bariátrica a palavra metabólica, nascendo assim a cirurgia bariátrica e metabólica.

Muitas Sociedades passaram a adotar a palavra metabólica às suas siglas, sendo a Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica a pioneira no mundo. Este pioneirismo brasileiro não se deu somente na alteração do nome da Sociedade, mas também no desenvolvimento destas novas técnicas de cirurgia, suas indicações, contra-indicações e seu acompanhamento pós-cirúrgico.

Os médicos do Centro de Cirurgia da Obesidade e Metabólica fazem parte deste grupo de cirurgiões que desenvolvem esta nova fronteira da medicina à cirurgia para o tratamento do diabetes tipo II e outras doenças metabólicas.

Sabemos que novos tratamentos requerem cuidados especiais na indicação e no seguimento e que infelizmente nem todos os pacientes beneficiar-se-ão de tais terapêuticas, mas nossos médicos estarão à disposição para esclarecer suas dúvidas.

Fale conosco!